Os principais líderes políticos do mundo não somente reconheceram a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva como parabenizaram publicamente a candidatura vitoriosa no Brasil. A expectativa é que o país, como prometido por Lula durante campanha e debates, retome o protagonismo mundial que havia conquistado no início do século.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, parabenizou Lula “pela vitória em uma eleição livre, justa e digna de confiança”, conforme texto distribuído pela Casa Branca. “Espero que possamos trabalhar juntos e manter a cooperação entre nossos dois países nos próximos meses e nos anos que virão”.

Pelo Twitter, o presidente francês, Emmanuel Macron, também enviou os parabéns a Lula, afirmando que sua vitória “abre uma nova página na história do Brasil”. “Juntos, nós poderemos unir forças para enfrentar os numerosos desafios em comum e renovar a amizade entre nossos dois países”.

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, também fez questão de parabenizar Lula abertamente. “Esperamos fazer parceria e defender a saúde para todos, a equidade global em saúde, acabar com a crise climática e muito mais”.

O novo primeiro-ministro do Reino Unido afirmou estar ansioso “para trabalhar juntos nas questões que importam para o Reino Unido e o Brasil, desde o crescimento da economia global até a proteção dos recursos naturais do planeta e a promoção de valores democráticos”.

O chefe de governo da Espanha, Pedro Sanchez, afirmou que sucesso do novo presidente do Brasil será o “sucesso do povo”. E afirmou: “Vamos trabalhar juntos pela justiça social, a igualdade e contra as mudanças climáticas. Seu sucesso vai ser do povo brasileiro”.

A alemã Ursula von der Leyen, atual presidenta do Parlamento Europeu, afirmou que está ansiosa para trabalhar com Lula “para enfrentar os desafios globais urgentes, desde a segurança alimentar até o comércio e as mudanças climáticas”.

Também em sua conta no Twitter, o primeiro-ministro António Costa, de Portugal, afirmou que teve a oportunidade de felicitar Lula “calorosamente”. “Encaro com grande entusiasmo o nosso trabalho conjunto nos próximos anos, em prol de Portugal e do Brasil, mas também em torno das grandes causas globais”.

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, declarou que Lula tem no chefe de Estado do país vizinho, um “companheiro para trabalhar e sonhar com o grande bem-estar dos nossos povos”. “Sua vitória é um novo tempo na história da América Latina”, declarou Fernández. “Um tempo de esperança e de futuro que começa hoje mesmo”.

O líder mexicano Andréz Manuel Lopes Obrador cumprimentou o presidente eleito do Brasil e disse: “Lula venceu, abençoado povo brasileiro. Haverá igualdade e humanismo no país”.

Além destes, também consagraram publicamente a vitória nas eleições do Brasil os presidentes e/ou líderes do Canadá, Justin Trudeau; Anthony Albanese, da Austrália; Luis Arce, da Bolívia; Gabriel Boric, do Chile; Volodymyr Zelensky, da Ucrânia; Mia Amor Mottley, de Barbados; Mark Rutte, da Holanda; Marito Abdo, do Paraguai; Klaus Iohannis, da România.