Lumiar, distrito rural da cidade de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, é tema do quinto episódio: Cartografia Afetiva. Aproveitando o mês de junho, tradicional calendário junino de festividades na região e do Festival do Santo Daime, o episódio recebe Maria Cristina Moraes, arte-educadora, Marcelo Bernardes, músico, e Márcio Carvalhal, educador.

No formato de conversações, os convidados dialogam com Aline Carvalho – uma das autoras do livro Tropifagia -, sobre arte, educação, natureza e espiritualidade. Os três convidados residem há muitos anos em Lumiar e apresentam iniciativas como a Oficina Escola As Mãos de Luz, do qual Maria Cristina Moraes é fundadora e Marcio Carvalhal um dos atuais diretores. Neste episódio, também conhecemos a história da Mãe Baixinha e o Caboclo Tupinambá, canal da união da Umbanda com o Santo Daime na década de 1980. Marcelo Bernardes, músico e compositor, hoje é o principal responsável pela condução da Tenda Espírita Flor da Montanha e sua carreira inclui acompanhamento como flautista do cantor e compositor Chico Buarque.

A fundação e a relação da comunidade de Lumiar com a Oficina Escola As Mãos de Luz, a história da Flor da Montanha, e a trajetória da musicista Luhli, em Lumiar, são os principais assuntos abordados pelo episódio.

Luhli foi uma musicista com intensa e prodigiosa carreira na música independente dos anos 70. Coautora de sucessos como “O Vira” e “Fala”, gravadas pelos Secos e Molhados, também fez parte da dupla Luli e Lucina, e foi a responsável por apresentar Ney Matogrosso aos demais integrantes desse grupo brasileiro. Imagens do filme Yorimatã, do cineasta Rafael Saar, um longa biográfico acerca da trajetória Luli e Lucina, costura a homenagem feita à artista que escolheu Lumiar para morar em determinado momento da vida.

O episódio apresenta ainda moradoras e moradores mais antigos da região, mestres e mestras da cultura popular que se tornaram patronos das Mãos de Luz, como Seu Manoel Augusto, Dona Aninha, Seu Valdeci, Seu Lédio, Dona Hilda e Dona Socorro.

A cantora e compositora baiana Illa Benício faz uma participação especial no quadro Tocando Bananas ao lado de Luhli com uma composição especial feita em homenagem a Mãos de Luz.